Qual o presente eu darei Àquele que virá, que veio e que vem?

Qual o presente eu darei Àquele que virá, que veio e que vem?

Diferentemente do calendário secular, o ano novo para o cristão se inicia no primeiro domingo do Advento, chamado ano litúrgico. É o domingo seguinte da Solenidade de Jesus Cristo, Rei do Universo. Esse tempo concentra quatro domingos de preparação até o Natal.

A palavra Advento vem do latim Adventus: “chegada”, do verbo Advenire: “chegar a”, ou seja, tempo de preparar o nosso coração para Jesus que voltará uma segunda vez para julgar os vivos e os mortos; tempo de preparar a celebração do nascimento do Salvador, o Verbo que se fez Carne e habitou entre nós; tempo de fixar na nossa mente a necessidade de se converter a cada dia porque verdadeiramente o Emanuel está conosco.

Alguns personagens se destacam no decorrer desse tempo: Isaías, João Batista, José e Maria. A primeira metade enaltece a segunda vinda de Jesus e segunda nos prepara para a primeira vinda d’ELe como Menino. Também é tradição fazermos a coroa do Advento contendo quatro velas, sendo acesas a cada domingo, e montar o presépio pouco a pouco para o grande dia do Natal do Senhor.

O tempo do Advento usa-se a cor roxo para nos levar à vigilância. E o autêntico cristão não vigia por medo, mas para estar preparado. Porque o desejo mais profundo do coração do cristão é poder encontrar-se com Cristo. Também é um tempo que nos convida à penitência: buscando uma boa confissão; participando bem da Santa Missa, especialmente em família. E, cabe uma pergunta para nós: “qual presente estou preparando para ofertar a Jesus neste Natal?!” Lembrando que ao dar o presente não queiramos tomá-lo de volta. Se Jesus é o Emanuel, Deus conosco, também sejamos um só corpo, uma só alma e um só coração com Ele. Abençoado Advento e Santo Natal!

Pe. Juciê Gomes Alves

Diocese de Anápolis-GO em missão na Diocese de Itumbiara-GO