You are currently viewing A importância das Redes Sociais a Serviço do Reino diante do cenário atual

A importância das Redes Sociais a Serviço do Reino diante do cenário atual

Desde o início da igreja católica houve grandes dificuldades para a propagação do reino, e devido a isso, apóstolos, padres, freiras e missionários leigos tiveram que se reinventar para que o evangelho chegasse a todos, obedecendo a ordem do próprio Jesus: “Ide por todo mundo, pregai o evangelho a toda criatura.”Mc 16,15.

Apóstolos perseguidos, padres mártires, santos que quiseram viver o evangelho, e por causa dele, morreram. Com o tempo, a igreja percebe que cada vez mais há necessidade de uma atualização da forma de evangelizar: São José de Anchieta, principal responsável pela evangelização no Brasil, evangelizava os índios com esperteza através da arte para que fosse entendida da melhor forma possível a mensagem do evangelho. Portanto, há uma necessidade de se reinventar sempre, e com o passar do tempo, o evangelho é sempre o mesmo, porém, sempre atual, afinal, as histórias se repetem, apenas se alteram os personagens.

Em tempos atuais, a tecnologia tem sido aliada para o acesso rápido à informação, tudo é propagado com rapidez em redes sociais, e tudo isso pode ser utilizado tanto para o bem quanto o disseminar um mal terrível. A igreja, por sua vez, precisou se reinventar, e muitos são aqueles que propagam as verdades de fé da igreja por meio das redes sociais, tornando um verdadeiro apostolado de evangelização através da internet.

Nos últimos dias, o mundo entrou em crise devido a um vírus chamado coronavírus, que deixou todo o mundo em confinamento parcial, por isso esse apostolado nunca foi tão necessário: comunicadores católicos de todo o mundo entraram em ação para que a fé do povo não se desfalecesse.

Com o impedimento da circulação e aglomeração, a Santa Missa com a participação do povo foi suspensa, grupos de oração não se reuniram mais, e, então, a igreja se movimenta, e vai para as redes sociais, com reuniões e celebrações feitas ao vivo, como garante o direito canônico:

(Cân. 1248) § 2. Por falta de ministro sagrado ou por outra grave causa, se a participação na celebração eucarística se tornar impossível, recomenda-se vivamente que os fiéis participem da liturgia da Palavra, se houver, na igreja paroquial ou em outro lugar sagrado, celebrada de acordo com as prescrições do Bispo diocesano; ou então se dediquem a oração por tempo conveniente, pessoalmente ou em família, ou em grupos de família de acordo com a oportunidade.

A Renovação Carismática Católica também se renovou, além das Santas Missas, também grupos de oração estão sendo transmitidos pelas mídias sociais, tendo como propósito a continuação da corrente de graça que leva a experiência de Pentecostes à todos os cristãos.

Os tempos são difíceis, e todos são responsáveis por propagar a fé, e mais do que isso, reavivar a chama nos corações dos fiéis, e as redes sociais são nossas aliadas nessa missão de propagar o evangelho, portanto, é necessário que seja feito tudo com muita responsabilidade, qualidade, e com amor, evitando fake news, podendo usar tudo com muito bom humor, e referências confiáveis.

E lembre-se: Propagando Cristo, pessoas são levadas pelo caminho da verdade, e nessa verdade que liberta, encontram a vida em Jesus.
Leve Cristo às pessoas, use suas redes sociais para anunciar o evangelho, muitos precisam ser impactados por Cristo, e você precisa anunciar.

Da redação, Tiago Elias - Ministério de Comunicação.